Rejeição do Implante Dentário

A rejeição de um implante dentário é uma situação praticamente impossível, só ocorrendo quando o implante não se integra ao osso corretamente ou quando a integração é perdida por algum motivo específico.

Rejeição do Implante Dentário

O implante dentário é feito com pinos de titânio, um metal que não sofre qualquer tipo de corrosão em contado com tecidos humanos e que não apresentam qualquer rejeição do corpo, sendo utilizados para recuperação de fraturas ou de perda de partes ósseas do corpo, tendo sido sempre considerado de extremo sucesso.

publicidade:

Como acontece a rejeição do corpo a um objeto estranho

Uma rejeição só acontece quando o sistema imunológico detecta um corpo estranho em nosso organismo e o agride para destruí-lo ou removê-lo do corpo, buscando manter a integridade do organismo humano.

Como o titânio é totalmente imune, não sendo um organismo vivo e sendo incorruptível diante dos líquidos que o corpo produz, ele não pode ser atacado por células do sistema imunológico, só podendo ser rejeitado através de outros mecanismos, que podem ocorrer de forma isolada ou em conjunto.

publicidade:


Rejeição do Implante

Assim, o implante dentário só poderá ser rejeitado em algumas situações específicas, como sobrecarga de força sobre o implante, por infecção ao redor do implante (que não é causada pela presença do titânio e sim de bactérias que possam estar presentes), com a fixação indevida ou insatisfatória quando da instalação do pino, através de uma técnica cirúrgica inapropriada ou pela má qualidade do pino (que, neste caso, não seria feito de titânio).

publicidade:

Um ponto básico a ser cuidado pelo paciente é a higiene bucal, após o procedimento cirúrgico, evitando que bactérias possam entrar nos pontos ou no local do implante, o que pode provocar a infecção que obrigaria a retirada dos pinos.

Como manter o implante dentário

O paciente não se torna propriamente responsável pelos implantes dentários senão depois do procedimento executado pelo implantodontista. O resultado do sucesso do implante vai depender, então, da qualidade da cirurgia, do material e da técnica aplicada no procedimento cirúrgico.

Conheça algumas condições que podem ser verificadas após o procedimento para o implante dentário:

  • O implante geralmente não causa qualquer dor durante a recuperação e integração com o osso do maxilar. Se houver algum problema nesse sentido, é preciso procurar o odontologista, verificando se a dor é no implante ou na gengiva;
  • O implante dentário não deve apresentar qualquer movimentação depois de instalado ou depois da recuperação. Se houver qualquer movimento, o odontologista deverá verificar os reais motivos para isso, como uma infecção no local, por exemplo, ou má instalação da prótese;
  • Um implante dentário aplicado próximo a um nervo pode provocar aumento da sensibilidade no local, que é reversível com o tempo, mas que deve ser analisada pelo cirurgião através de exames radiológicos;
  • Muitas vezes é preferível não fazer carga imediata para conseguir melhores resultados satisfatórios, evitando problemas do decorrer da recuperação;
  • O nível de sucesso nos implantes dentários, atualmente, giram em torno de 98%, só ocorrendo algum problema quando não há suficiente ósseo integração do implante com a arcada dentária;
  • Problemas de infecção no implante dentário, em sua maioria, são decorrentes de falta de higienização da boca, que deve ser feita constantemente, sempre após as refeições;
  • O risco de falhas no implante dentário também pode ser causado em pacientes fumantes, já que o fumo pode penetrar no local do implante e provocar problemas que obriguem a retirada dos pinos;
  • Pacientes que possuem doenças crônicas, como pressão alta ou diabetes, além de outras que retardem a recuperação dos ossos, podem enfrentar complicações em implantes dentários.

Como é possível verificar, a simples utilização de material adequado e os cuidados com os implantes são bases sólidas para a segurança do paciente. Com isso, é importante realizar o procedimento com profissionais capacitados, que verifiquem todas as condições do paciente, garantindo que os implantes dentários permaneçam intactos, trazendo melhor qualidade de vida ao paciente.

Deixe um comentário!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *